Ex-Spot, Alê D’Agostino inaugura o Apothek, um dos melhores bares de coquetéis do ano

APOTHEK10

Disposto a ter o próprio negócio, o conhecido bartender Alexandre D’Agostino fez uma aposta arrojada no início deste ano. Depois de dezoito anos como barman principal do Spot — restaurante na região da Avenida Paulista que incrivelmente nunca sai de moda —, ele deixou o posto para criar uma linha de coquetéis clássicos engarrafados.

APOTHEK2A empreitada ganhou força e D’Agostino se viu obrigado a ter um ponto de venda em São Paulo. Surgiu assim, meio por acaso, um bar de coquetéis que merece ser descoberto — o Apothek, instalado no trecho Pinheiros da Rua Oscar Freire.

A casa é cheia de particularidades. Divide imóvel com uma galeria de arte, funciona somente duas vezes por semana (às 5as e 6as-feiras) e não tem cozinha. Abaixo do nível da calçada, o espaço com 17 metros quadrados e teto baixo parece uma garagem cool dedicada à coquetelaria.

APOTHEK9Executada no capricho por D’Agostino e ex-colegas de Spot, a carta de drinques traz, por exemplo, quatro versões de negroni (25 reais cada um). Prove o equilibrado negroni jerez, único deles servido numa taça coupe. Leva gim fluminense Amázzoni, vermute branco, jerez El Maestro Sierra Fino e Campari. Há também o negroni clássico; o burlesque (com um toque de licor marasquino Luxardo); e o saccharumm — que não leva gim e sim cachaça mineira Alpha e rum Bacardi envelhecido 8 anos.

A lista etílica é um deleite para quem aprecia coquetéis potentes, como o vieux carré (32 reais; foto). Nesta versão, este clássico de New Orleans traz uísque do tipo rye, conhaque, vermute tinto, licor Bénédictine e bitters Peychaud’s.

APOTHEK6Numa das visitas anônimas realizadas, também veio preparado com excelência o martinez (30 reais; foto), que segue sua fórmula original, com destilado holandês genever. Completam a receita vermute tinto, licor marasquino e bitters de laranja.

Como o bar é minúsculo e costuma lotar, não espere muito conforto na hora de beber. Só quem chega bem cedo consegue um dos poucos e cobiçados lugares para sentar. Pela limitação de espaço, serve-se apenas alguns snacks para tapear a fome, como as bruschettas frias (20 reais) num pão de sementes um tanto seco.

APOTHEK8Na hora de fechar a conta, é bastante tentador pedir para inclui um dos coquetéis clássicos engarrafados (na foto ao lado), vendidos em charmosas garrafas modelo kaleido, de 375 mililitros, seladas com cera. Custam a partir de 72 reais cada um.

Em breve, o Apothek deve começar abrir em mais um dia da semana: às 2as-feiras, a partir das 19h. Vamos aguardar!

Apothek Cocktails
Rua Oscar Freire, 2221, Pinheiros, tel.: 94505-9122.
Quinta e sexta, 19h/0h.
www.apothekcocktails.com
@apothekcocktails



HIGHLIGHTS
Apothek Cocktails

Faixa de Preço: $$
Tipo de Cozinha: Finger food

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar