Labaki DeliShop, da chef Paula Labaki, faz um dos melhores sanduíches de pastrami de SP

Expert em american barbecue com muitos festivais no currículo (como o Churrascada) e dona de uma empresa de catering, a multifacetada chef Paula Labaki aproveitou a pausa forçada nestes segmentos em razão da pandemia para centrar forças numa nova empreitada.

Junto com o filho Philipe, montou uma delicatessen virtual, a Labaki DeliShop, com sugestões inspiradas nas melhores delis judaicas nova-iorquinas — a exemplo da icônica Katz’s, no Lower East Side.

Paula aproveitou a expertise em curar e defumar carnes para preparar um dos melhores sanduíches de pastrami da cidade.

Das três versões, é de babar o clássico reuben (55 reais; foto), com muuuuito pastrami, queijo emmental derretido e molho russian.

Também colossal em tamanho e sabor, o de pastrami clássico vem com picles de pepino caseiro e molho de mostarda entre duas fatias de pão de campanha (48 reais).

Para apetites menos vorazes, a dica é o interessante prensadinho LBK (25 reais; foto), um saboroso tostex. No pão de forma integral, combina pastrami, queijo emmental e um toque discreto de geleia de damasco.

Na dark kitchen da marca na Vila Mariana é preparado ainda o clássico uncle phil cheesesteak (35 reais; foto), que reúne bife de chorizo fatiado fininho com cebola-roxa mais um mix de queijos cheddar, do reino e prato numa baguete um tanto massuda.

Peça à parte o delicioso chucrute de produção própria, de acidez na medida. A entrega é feita em toda a cidade de SP (o valor do frete é calculado de acordo com a distância).

Labaki DeliShop (@labakidelishop)
Rua José Antônio Coelho, 557, Vila Mariana.
Encomendas pelo WhatsApp: (11) 9-8112-7030.
Quarta a sábado, 11h/21h;
Domingo, 11h/18h.



HIGHLIGHTS
Labaki DeliShop

Faixa de Preço: $$
Tipo de Cozinha: Sanduíches

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar