Novíssima Bráz Elettrica leva para Pinheiros receitas do ex-pizzaiolo da Roberta’s, de NY

BRAZELETTRICAABRE

Um dos grupos gastronômicos mais festejados de São Paulo, a Cia. Tradicional de Comércio (do Astor, Pirajá, Original, SubAstor, Lanchonete da Cidade e Ici Brasserie, entre outras casas) lançou-se em nova empreitada. Inaugurou oficialmente na última 2a-feira (26/6) a bacana Bráz Elettrica, que deriva da rede de pizzarias Bráz, também da CTC.

BRAZELETTRICA2Se a Bráz, aberta em 1998, bebeu na fonte das tradicionais pizzarias paulistanas, seu filhote tem vocação bem mais descolada. A Elletrica tem cardápio assinado pelo americano Anthony Falco, que foi o pizzaiolo guru da Roberta’s, a pizzaria mais cool do Brooklyn, em Nova York. Ao contrário do que vem sendo veiculado por aí, entretanto, Falco (na foto com o pizzaiolo da Elettrica, Paul Cho) não trabalha mais na Roberta’s. Desligou-se da casa em novembro de 2016, depois de quase 9 anos trabalhando lá, e hoje se dedica a consultorias.

BRAZELETTRICA6Ainda que guarde afinidade com a Roberta’s pelas coberturas de pizza não convencionais e pelo astral hipster cool, as casas têm personalidades distintas. Na Elettrica, por exemplo, não há garçons. O cliente faz o pedido no caixa, escolhe a bebida na geladeira e recebe um pager que avisa a hora de pegar a pizza no balcão. Além disso, a Elletrica trabalha com dois fornos elétricos italianos superpotentes, que operam em temperatura na casa dos 400 graus.

De massa de fermentação natural (mais leve que a da Bráz), as pizzas individuais de inspiração napolitana são assadas nele em pouco mais de 1 minuto. São nove sugestões, como a de calabresa picante com mussarela, manjericão e um fio de mel (25 reais; foto) e a de queijos fontina, mussarela de búfala e grana padano com toque discreto de alho (29 reais). A ótima portuguesa elettrica (25 reais; foto) traz mussarela, presunto, cebolas caramelizadas, clara de ovo e azeitona. Ao sair do forno, é regada com gema de ovo.

BRAZELETTRICA4Na hora de bebericar, prove a interessante pilsen da casa (9 reais), com bom equilíbrio entre malte e lúpulo. É feita sob encomenda pela cervejaria Blondine, de Itupeva (SP), que oferece ali também sua saborosa e já conhecida session IPA Horny Pig (24 reais). Vale destacar também a trilha sonora do lugar, na qual podem aparecer Smiths, Peter Bjorn and John, Vance Joy e Nancy Sinatra.

BRAZELETTRICA5Na pulsante Rua dos Pinheiros, esquina com a Cônego Eugênio Leite, a Elettrica promete funcionar até pelo menos 2 da manhã nas noites de 6a-feira e sábado. Diferentemente da quase totalidade das pizzarias, a casa abre também para o almoço.

Bráz Elettrica
Rua dos Pinheiros, 220, Pinheiros, tel.: (11) 3061-5132.
Segunda a quinta, 12h/1h;
Sexta e sábado, 12h/2h;
Domingo, 12h/23h.

 

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar