Pizzaria do Eataly, Rossopomodoro abre primeira (e ainda desajustada) casa no Itaim

ROSSO_ABRE

Fundado em 1997 por três ex-jogadores profissionais de rúgbi, o Rossopomodoro tornou-se uma espécie de porta-estandarte da pizza napolitana mundo afora. De Nápoles, o restaurante expandiu-se para diversas regiões italianas e também para Nova York, Nice, Londres, Copenhague, Reykjavik e Tóquio, entre outras cidades.

ROSSO1Com tamanha projeção, a cadeia que hoje conta com mais de 100 estabelecimentos no mundo foi escolhida para ser a pizza oficial de todas as unidades do célebre complexo gastronômico Eataly, como o de São Paulo, onde funciona desde 2005.

Agora, o Rossopomodoro estreia em SP seu primeiro endereço próprio (também o primeiro na América Latina), no Itaim, na chamativa esquina da Rua Pedroso Alvarenga onde era o extinto bar especializado em cervejas Coisa Boa.

ROSSO3Seu principal chamariz são as deliciosas pizzas à moda napolitana, com discos de fermentação natural preparados com farinha italiana (as mesmas que fazem tremendo sucesso no Eataly São Paulo). A casa, porém, ainda está apanhando para se acertar nestas primeiras semanas de funcionamento.

Nas duas visitas anônimas realizadas em menos de uma semana, foi preciso mais de 10 minutos para que um garçom aparecesse para atender a mesa. Além disso, uma das pizzas veio morna e chegou junto com a entrada solicitada (em atitude amigável, o chef-pizzaiolo da casa, o napolitano radicado em SP Rosario Minucci, prontificou-se a refazer na hora a pizza fora da temperatura).

ROSSO4Abertos a mão, os discos individuais de borda alta e massa mais macia (diferentes das pizzas paulistanas) podem ganhar dezenove coberturas. Uma das mais cobiçadas é a margherita verace (42 reais; foto), com mussarela de búfala La Bufalina, manjericão e molho de tomate. Também se destacam a de cinco queijos (46 reais), com mussarela, pecorino, parmesão, gorgonzola e scamorza de búfala; e a que traz uma burrata inteira (52 reais; foto) mais presunto tipo parma, tomate-cereja, manjericão e molho de tomate.

ROSSO6Uma dica para quem quiser provar mais coberturas são as pizzas ovais (três sabores; 46 reais cada uma) ou a fantasia do chef (quatro sabores; 54 reais, individual). Massas apenas corretas (nhoque alla sorrentina, 45 reais; foto), risotos, saladas e entradas para compartilhar completam o menu.

Entre os vinhos tintos figuram o toscano Capezzana Toscana Monna Nera (28,50 reais a taça; 113,50 reais a garrafa), o siciliano Tasca d’Almerita Regaleali (118 reais) e o piemontês Coppo Barbera d’Asti L’Avvocata (38,50 a taça; 152,50 a garrafa).

Rossopomodoro
Rua Pedroso de Alvarenga, 909, Itaim, tel.: (11) 3073-1544.
Segunda a domingo, 12h/23h.



HIGHLIGHTS
Rossopomodoro

Faixa de Preço: $$
Tipo de Cozinha: Italiana

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar