Sete novidades escolhidas a dedo para curtir no Rio durante as Olimpíadas

SUBASTOR RIO

Ninguém tem dúvida que nas Olimpíadas os botecos do Rio — como Jobi, Chico & Alaíde, Bar do Momo e Bar Urca — irão bombar ainda mais, assim como será quase impossível conseguir reserva nos estrelados restaurantes da cidade, como Olympe, Oro, Lasai e Eleven Rio. Eis uma lista de bacanas novidades cariocas para fugir do óbvio e se divertir até o dia 21/8.

DAROBERTADA ROBERTA
Chef que já comandou a cozinha do Palácio da Alvorada e está à frente do restaurante de uma estrela no Guia Michelin que leva seu nome, Roberta Sudbrack fez também uma bem-sucedida incursão pelo universo da comida de rua. Numa esquina de atmosfera descolada no Leblon, criou o Da Roberta, espaço de 40 m2 onde um trailer ali estacionado prepara deliciosos sanduíches. Seus cachorros-quentes (a partir de 25 reais; foto) acabaram de ser eleitos os melhores do Rio na edição Comer & Beber 2016/2017, da revista Veja Rio. Outro sucesso é o sanduíche de pastrami artesanal, mostarda e queijo pernambucano derretido. Para bebericar, há rótulos da cervejaria carioca Jeffrey, que mantem uma loja ali do lado. Só fique atento ao horário de funcionamento. O Da Roberta fecha “cedo”, às 22 horas.
Rua Tubira, 8 (loja A), Leblon, tel.: (21) 2239-1103.

RIBARIBA
Rua mais gastronômica do Rio, a Dias Ferreira, no Leblon, segue pródiga em revelar novidades. Em março, a esquina onde funcionou o asiático Mekong converteu-se no Riba, o bar do momento da Dias Ferreira. Todo aberto para calçada, vive apinhado de gente jovem e bonita atrás de paquera. Os sanduíches, em pães de produção própria, dominam o menu. Uma das seis sugestões é o de costela bovina, broto de agrião e tomate confit no pão de malte integral (32 reais). Refresque-se com a boa cerveja IPA da casa (17 reais). A casa promete para agosto a abertura de dois quiosques de praia, um no Leblon e outro na Barra, este na altura da notívaga Avenida Olegário Maciel.
Rua General Urquiza, 188-A (esquina com a Dias Ferreira), Leblon, tel.: (21) 2051-7870.

SABORDOCSABOR D.O.C.
Pertinho do Riba, também na Rua Dias Ferreira, surgiu outra novidade carioca que merece uma visita — o Sabor D.O.C., de Marcelo Malta, que fornece carnes nobres para restaurantes estrelados do Rio. Misto de bar e butique de carnes, a diminuta casa tem astral bem informal, com uma lousa onde ficam anotadas as sugestões do dia, como o ótimo steak tartar com batata frita ou o suculento hambúrguer de wagyu (foto). Os cortes de carne expostos nas geladeiras podem ser grelhados lá mesmo e servidos fatiados na companhia de molhos e farofa. As poucas mesinhas, sempre concorridíssimas, ficam todas na calçada.
Rua Dias Ferreira, 605, Leblon, tel.: (21) 3088-8334.

BARDHOTEL_MAINFOTOBAR D’HÔTEL
Aficionados por coquetelaria, apressem-se. Agosto deve ser o último mês para conferir o notável trabalho à frente do Bar D’Hôtel do bartender Tai Barbin — paulistano que chegou à casa em meados de 2015 depois de trabalhar 12 anos na Europa e na Austrália. Ele já anunciou sua despedida para se dedicar a um novo projeto na cidade. Curiosamente, Barbin acabou de reformular (em maio) a carta de drinques do delicioso bar-restaurante instalado no primeiro andar do hotel Marina All Suites (não confundir com o hotel Marina Palace, ali do lado), no Leblon. Um das 23 sugestões, o madame carioca (29 reais; foto) combina vodca, pomelo, gengibre e limão-siciliano e vem coroado por espuma de mel. Na seção “clássicos com um twist” figura o black negroni trufado (34 reais; foto), com gim com infusão de casca de laranja, vermute tinto, Campari com alecrim e pimenta-do-reino mais tinta de lula e óleo de trufas. Também de gente grande é o pensador (34 reais; foto), com rum envelhecido, vermute tinto, licor de ervas e bitters artesanal de charuto com cacau.
Avenida Delfim Moreira, 696 (Hotel Marina All Suites), Leblon, tel.: (21) 2172-1112.

SUBASTOR RIOSUBASTOR IPANEMA
O speakeasy paulistano célebre pela coquetelaria ganhou em abril uma filial carioca, dentro do Astor de Ipanema. Embora não seja subterrâneo, como o nome sugere, reproduz fielmente a atmosfera do original. Contribuem para isso a decoração repletas de garrafas, o balcão de dez lugares e a trilha sonora animada. O bartender Plinio Joaquim e sua equipe executam com apuro a carta de 20 coquetéis (31 reais cada um). Cítrico e refrescante, o sweet about me combina vodca, pera, limão e ginger beer, que lhe confere um sabor picante. De paladar mais amargo, o kentucky-tivo equilibra bem bourbon, Amaro Lucano, jerez e ginger beer. Vale provar ainda o rio bravo, com tequila, caju, xarope de amêndoa e licor Chartreuse.
Avenida Vieira Souto, 110, Ipanema, tel.: (21) 2523-0085.

RóCoralNegroFotodeRodrigoAzevedo
Num salão cheio de charme (mas de mesinhas um tanto apertadas), o novíssimo restaurante da chef Inês Braconnot está entre os endereços da vez da cena gastronômica carioca. Trata-se do primeiro restaurante contemporâneo do Brasil a seguir a tendência mundial da raw food (culinária vegetariana crudívora). Sim, acredite, a cozinha não tem fogão. Pesquisadora desta cozinha há 15 anos e graduada pelo Matthew Kenney Culinary (EUA), a chef trabalha à noite somente com menus-degustação de cinco (138 reais) ou oito etapas (168 reais). São compostos de pequenas obras de arte veganas, em sofisticadas receitas. Entre elas, podem aparecer o nhoque de beterraba ao creme de castanhas com noz moscada e pesto de rúcula e o coral negro (foto), que traz palmito com raiz-forte e julienne de legumes envoltos em alga nori mais chutney de pimenta-biquinho e molho oriental. Todos os vinhos da carta são biodinâmicos, orgânicos ou naturais e há também bons drinques para alegrar a noite.
Rua Pacheco Leão 102, Jardim Botânico, tel.: (21) 3559-0102.

PuroRJPURO
Vizinho ao Ró e também de frente para o Jardim Botânico, trata-se do restaurante de atmosfera cool de Pedro Siqueira, chef revelação de 2016 na edição Comer & Beber 2016/2017, da revista Veja Rio. Instale-se nas varandas do térreo ou do 3º andar para provar suas criações, como bolinho de arroz carreteiro (29 reais a porção), polvo com salada de batata ao murro, barriga de porco e vinagrete de pimenta-biquinho (86 reais) e o pato assado na panela com purê de batata e farofinha crocante (78 reais). Também conquistou o paladar dos cariocas o matambre de boi assado com abóbora caramelada e farofa de erva-mate (79 reais). Prove o gim tônica com alecrim e limão-siciliano.
Rua Visconde de Carandaí, 43, Jardim Botânico, tel.: (21) 3284-5377.

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar