DNA do Tuju norteia receitas do novo Tujuína, casa mais informal do chef Ivan Ralston

Um dos baques gastronômicos desta quarentena foi o fechamento do Tuju, endereço criado pelo chef Ivan Ralston em 2014 que conquistou dois anos atrás uma segunda estrela Michelin (deferência alcançada em São Paulo somente pelo célebre D.O.M., de Alex Atala).

Com planos de reabrir o Tuju no futuro, em novo endereço, Ralston resolveu se dedicar a um novo projeto. Em setembro, converteu o imóvel onde era o Tuju, na Vila Madalena, no Tujuína, casa que carrega o DNA da antecessora mas tem pegada mais informal.

Nela, o chef abandonou o formato de menu-degustação e enxugou o menu, sem deixar de lado o atendimento impecável e as experimentações com ingredientes brasileiros que são sua marca registrada.

Sobretudo nas entradas, Ralston apresenta agradáveis surpresas ao paladar. As graúdas ostras de Santa Catarina, por exemplo, são servidas com um inspirado vinagrete de papaia-verde (48 reais; 6 unidades).

Outro destaque é o gaspacho de acerola (42 reais; foto). Saboroso e de acidez no ponto, vem incrementado com marisco branco. Também imperdível é a ótima combinação de ovo de pata, farofa de canjica, folhas de ora-pro-nóbis e um delicado creme de ouriço (56 reais; foto).

Alguns pratos principais mostram inspiração espanhola, como o arroz meloso de camarão-rosa e sobrassada (128 reais), que infelizmente trazia pedacinhos quase imperceptíveis do potente embutido de origem espanhola. Agradaram mais o joelho de porco com feijão-manteiguinha (108 reais) e o macarrão cabelo-de-anjo com tinta de lula, aïoli e tenras lulas tostadas (98 reais).

Ainda que a carta de bebidas exiba uma boa oferta de vinhos, cervejas artesanais e coquetéis, por que não dar uma variada e pedir uma sidra francesa para parear a refeição? Uma boa escolha é a Kerné (88 reais; 750 mililitros), elaborada na região da Bretanha e com pouco açúcar residual.

Tujuína (@tujuinarestaurante)
Rua Fradique Coutinho, 1248, Vila Madalena, tel.: (11) 2691-5548.
Quarta a sexta, 19h/22h;
Sábado, 12h30/15h e 19h/22h:
Domingo, 12h30/16h.
www.tujuina.com.br.

Foto do abre, do ovo e do gaspacho: Julia Rodrigues/Divulgação.



HIGHLIGHTS
Tujuína

Faixa de Preço: $$$
Tipo de Cozinha: Contemporânea

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar