Com ambientação espetacular, Selvagem leva boa gastronomia ao Parque do Ibirapuera

Inaugurado em maio, o Selvagem é um daqueles endereços que são um presente para São Paulo. A casa tem localização inédita e espetacular: foi montada dentro do Parque do Ibirapuera, num salão circular todo avarandado de frente para árvores centenárias e exuberante vegetação.

Por trás da empreitada, que já virou um dos lugares do momento na cidade, está a dupla de empresários Leo Sanchez e Eduardo Papel. Eles comandam também o Vista, restaurante instalado na cobertura do prédio do MAC-USP, de frente para o Parque do Ibirapuera.

No Selvagem, a brasilidade dá a ar da graça não só na amável trilha sonora ambiente como também no cardápio, aos cuidados do chef Filipe Leite. O menu abraça uma cozinha brasileira mais moderna, sem focar em regionalismos.

Vale um aviso: como boa parte das entradas e pratos são fartos, para compartilhar, vale ir em grupos de pelo menos 4 pessoas.

Nota-se que alguns preços são um tanto puxados, como o do croquete suíno (47 reais; quatro unidades; foto), servido com maionese de pequi e picles de pimenta-de-cheiro.

Um dos melhores pratos principais é um surf and turf que traz graúdos e macios tentáculos de polvo grelhados sobre arroz vermelho com paleta suína desfiada e rapadura (129 reais; foto).

Outra pedida individual interessante é o fettuccine fresco que leva pequi na preparação da massa. É servido com molho de sobrecoxa de frango, gema de ovo curada e folhas de mostarda e couve (84 reais; foto).

Entre as receitas para dividir, uma sugestão caprichada é a apetitosa costelinha de porco caramelizada com toque de tucupi (199 reais; foto), assada lentamente até a carne ficar desmanchando e guarnecida de vegetais grelhados.

Quem cuida da coquetelaria é o competente bartender Jairo Gama. Os drinques autorais seguem uma linha mais comercial, quase todos com alguma espuma (de coco, de gengibre, de limão…) na composição.

Prefira um dos clássicos, como o irrepreensível penicillin (45 reais), que alia os uísques Double Black e Ardbeg com a picância do gengibre e a acidez do limão.

A lista de vinhos nacionais é outro ponto alto da oferta etílica. Nela está o ótimo tannat reserva da Pizzato (170 reais), uma das melhores vinícolas do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves.

Selvagem (@selvagemibirapuera)
Parque Ibirapuera (portão 5)
Avenida Quarto Centenário, 454, tel.: (11) 5198-0844.
Terça a quinta, 19h/23h;
Sexta, 12h/16h e 19h/23h;
Sábado, 12h/17h e 19h/23h;
Domingo, 12h/17h;
Fecha às segundas-feiras.
Oferece serviço de manobrista (pago).



HIGHLIGHTS
Selvagem

Faixa de Preço: $$$
Tipo de Cozinha: Brasileira

Jornalista paulistano, foi crítico de bares da revista "Veja São Paulo" durante dez anos — período em que escreveu e foi jurado das edições anuais "Comer e Beber". Antes, trabalhou como colunista do jornal "O Estado de S. Paulo" (de 1994 a 2001) e colaborou para os extintos "Jornal da Tarde" e "Época São Paulo". Nos últimos dez anos, visitou dezoito países, sempre em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia.

Seja o primeiro a comentar